17 abril 2013


O segundo dia do Fashion Rio foi marcado por estreias, retornos e consolidação de algumas grifes do país. A Blue Man, agora comandada pelos herdeiros da grife, mostrou que a marca tem um fôlego novo para continuar a nova jornada. A Maria Filó assumiu pela primeira vez a passarela do Fashion Rio mostrando uma coleção madura. Já a Iódice trocou o São Paulo Fashion Week pelo Fashion Rio. Por fim, desfilaram as já tradicionais Coven e Espaço Fashion.

Blue Man
A marca une, para o próximo verão, o gosto por história e antiguidade com a paixão pelo tropicalismo. E dá-lhe prints! Assim, azulejos e referências ao Império juntam-se a paisagens tropicais de flora e fauna em um mix maluco de estampas, que funciona bem para a Blue Man. A marca oferece peças para um dia inteiro de sol, seja no surf, na areia, na piscina, num passeio ao fim da tarde, são diversas opções que vão muito além da lycra e do biquíni.


Apoena
A Apoena apresentou peças confeccionadas manualmente e homenageiam os 50 anos da Turma da Mônica. As estampas da coleção, baseadas em ilustrações do acervo de Maurício de Sousa, foram adaptadas a modelagens sequinhas e peças de alfaiataria, em uma cartela de cores dominada por tons primários, como branco, preto, amarelo, azul e vermelho, em outra clara referência aos quadrinhos.


Maria Filó
Depois de dois desfiles no Fashion Business, a Maria Filó se apresenta no Fashion Rio, o que aumenta a responsabilidade no sentido da criação de moda. E houve, de fato, grande evolução na modelagem das peças. Dobraduras bem estudadas deram movimento às peças, assim como um esforçado trabalho sobre os tecidos da coleção: listras em preto e branco bordadas de prata, estampas de seda recobertas de flores em relevo, tiras de tecido formando elaborados tressês. O verão da marca é jovem e leve.


Coven
A Coven apresentou um verão inspirado nos insetos. Desse universo, a marca trouxe as tramas leves e trabalhadas, as transparências, as cores translúcidas. Vestidos tubo, justos e pelo joelho, em perfeita vestibilidade, se alternavam com os longuetes de saia movimentada, sempre suavizadas por pontos mais abertos e fluidos. Num contraponto mais esportivo, leggings ou saias avulsas usados com camisas e túnicas de cetim com algum inseto estampado.


Iódice

O foco da marca se voltou para os vestidos, que aparecem ora sensuais, ora ingênuos. O justo sexy se contrapõe aos fluídos em tons suaves. A silhueta está mais limpa, sem complicações e muito leve, não apenas nos vestidos, mas nas calças, shorts e jaquetas. Há peças para mais tipos de mulher do que a marca costumava mostrar em desfiles passados.


Espaço Fashion

Para o próximo verão, a Espaço Fashion teve como ponto de partida as cidades, seus contrastes e sua energia, apresentando elementos urbanos que foram transpostos para a coleção: o sportswear, com suas formas mini e máxi e o uso de cordas que lembram cadarços de tênis esportivos; a street art; e a estética caótica das favelas, transformada em estamparia geométrica-abstrata.


4 comentários:

  1. Cores Maravilhosas.(Vanessa)

    ResponderExcluir
  2. Lindos!

    *micheli tentor

    ResponderExcluir
  3. LEGAL!!!!!!!!!(lucilene souza)

    ResponderExcluir
  4. Encantadores."Mariney Motta"

    ResponderExcluir